O sexo muda conforme a convivência

O sexo muda conforme a convivência

A verdade é que o sexo  muda conforme a convivência com  intimidade afetiva e verbal se aprofundando.  Mas, a menos que você aprecie e aprenda a se ajustar à mudança, com todo o pacote de problemas que vêm junto, você pode não saber como lidar com isso. O sexo é um aspecto importante da união e, se ele se  apaga, você pode certamente ficar impaciente ou ressentido por não ter o mesmo sexo do começo da relação, onde tudo era paixão e encantamento.

Pode começar então a ter amantes ou ficar resignado, amargo e/ou deprimido. Ou você pode concentrar sua atenção em outras coisas, como computador, televisão, trabalho, esportes ou outros hobbies, e não ter tempo para se conectar com seu parceiro.

Quando você se aproxima de alguém, você se torna mais vulnerável, sensível. Essa vulnerabilidade geralmente também significa um aumento de seus medos e inseguranças. O sexo pode trazer à tona sentimentos de vulnerabilidade, de fragilidade de uma forma que você  nunca sentiu antes em nenhum tipo de experiência.

A maioria de nós pode se lembrar de momentos dolorosos e humilhantes ou até mesmo assustadores relacionados à nossa sexualidade, é totalmente inconsciente. Por tanto você pode não saber que está traumatizado sexualmente,  mas seu corpo está mostrando medo, mesmo sem saber disso. É um medo paralisante, o qual chamamos de “choque”, que pode causar qualquer tipo de disfunção sexual, como: ejaculação precoce, impotência, falta de desejo, anorgasmia, compulsão sexual,  vaginismo e outros.

Se você não explorou, compreendeu ou aceitou seus medos e inseguranças, principalmente em relação à sua sexualidade, você pode não saber o que fazer ou até mesmo o que são esses medos quando eles surgirem. Você pode sentir apenas que há algo está errado com você ou com o relacionamento. Você pode tentar compensar os medos, jogando-se no sexo de uma maneira que não se sente bem,  compulsivamente  ou de forma mecânica  ou mesmo evitando, fugindo dele o quanto puder aguentar.

  1. Lucio Leite de Oliveira disse:

    gostaria de saber informações sobre a Glândula de SKENE

*

line
footer